Intranet

Faça seu pedido aqui.



Entrar



Clique no botão para entrar

Oportunidades

Faça parte do nosso time, envie seu currículo para quaisquer oportunidades!
Trabalhe conosco

Transmissão de pedidos



SuperInformativo

Cadastre seu email para receber as notícias da GAM

Notícia

16/11/2017 - Pierre Fabre, dona da marca Avéne, prevê ampliar participação no país

Depois de uma série de investimentos na ampliação e modernização de sua fábrica em Areal (RJ), no Sul Fluminense, a francesa Pierre Fabre planeja intensificar sua presença no Brasil. O presidente da divisão de dermocosméticos do grupo, Eric Ducournau, diz que a marca Avéne ocupa, atualmente, a sexta posição no mercado brasileiro de dermocosméticos, mas que a companhia vê espaço para alcançar o quarto lugar.

O dermocosmético ocupa um espaço intermediário entre um cosmético e um medicamento. Sua formulação alcança camadas mais profundas da pele, enquanto o cosmético age superficialmente. “O Brasil é um dos mais importantes mercados e não detemos aqui o market share que temos no resto do mundo. A Avéne é a primeira marca de dermocosméticos do mundo em receita. Nosso time está orientado a ser líder, mas se alcançarmos o quarto lugar, em cinco anos, será muito legal para nós.

“Essa é a meta”, disse o executivo, em entrevista exclusiva ao Valor. O crescimento no Brasil depende do lançamento de novos produtos, diz Ducournau. Por isso, a Pierre Fabre começou a produzir no país, este ano, alguns produtos da marca Avéne desenvolvidos com foco no mercado brasileiro, como protetores solares com fator de proteção mais elevados (70) e sabonetes em barra para controle de oleosidade excessiva da pele. Os produtos são desenvolvidos e formulados na França, porque usam como base a água termal local, mas a fase final da produção acontece em Areal. “O único lugar no mundo onde temos uma planta fora da França é no Brasil”, afirma Ducournau.

Para o executivo, a presença da Pierre Fabre no Brasil ainda está aquém do potencial. As receitas do grupo francês somam € 2,282 bilhões, dos quais € 1,35 bilhão vem do mercado de dermocosméticos. No Brasil, contudo, as receitas da divisão somam R$ 244 milhões (€ 65 milhões).

“O que queremos é crescer 20% [por ano, no mercado brasileiro]. No resto do mundo crescemos 8% por ano”, disse o executivo. A meta bem mais agressiva para o Brasil é porque a companhia considera que ainda há espaço para crescimento local, ao contrário dos mercados internacionais, que já estão maduros. Ducournau mostra-se otimista em relação ao país, que é colocado ao lado da China como mercado-chave para a expansão do grupo.

A Pierre Fabre já tem alcançado alta de 20% das receitas, segundo o executivo, a despeito da desaceleração da economia que tem afetado as vendas de modo geral. Mesmo assim, lembra que as pessoas estão voltadas ao consumo. O executivo afirma que o avanço da empresa no Brasil possui alguns desafios, como a presença de marcas locais consolidadas. A Pierre Fabre anunciou em

2015 um plano de investimentos plurianual de R$ 50 milhões, para modernização de sua fábrica em Areal. Além dos produtos Avéne, a empresa fabrica no país a linha da marca brasileira Darrow, adquirida em 2006.

Notícias

Todas as notícias

 

Genesio A. Mendes & CIA Ltda.

Av. Patrício Lima, 310 CEP 88704-410 - Tubarão/SC - Fone: (0xx48) 3621-8000 / Fax: (0xx48) 3621-8080