Intranet

Faça seu pedido aqui.



Entrar



Clique no botão para entrar

Oportunidades

Faça parte do nosso time, envie seu currículo para quaisquer oportunidades!
Trabalhe conosco

Transmissão de pedidos



SuperInformativo

Cadastre seu email para receber as notícias da GAM

Notícia

11/01/2018 - Nestlé lidera disputa por unidade de consumo da Merck

A Nestlé está se posicionando como principal ofertante na disputa para a aquisição da divisão de saúde do consumidor da Merck KGaA, em negócio que pode chegar a US$ 5 bilhões, após a desistência de algumas concorrentes, segundo pessoas a par do assunto.

A Nestlé apresentou a maior oferta e a empresa alemã provavelmente selecionará uma vencedora no primeiro trimestre, disseram as pessoas, que pediram anonimato porque as discussões são confidenciais. Empresas como a Perrigo e as firmas de private equity Bain Capital e Cinven decidiram abandonar o processo de venda, disseram as pessoas.

Os porta-vozes da Nestlé, da Merck, da Bain e da Cinven preferiram não comentar. Um representante da Perrigo não respondeu imediatamente aos pedidos de comentário enviados por e-mail.

Embora empresas como Reckitt Benckiser Group e Mylan continuem interessadas nos ativos, a Nestlé é considerada favorita no momento, disseram as pessoas. O CEO Mark Schneider vem reforçando o negócio de saúde da empresa de alimentos suíça, que no mês passado adquiriu a fabricante de suplementos canadense Atrium Innovations por US$ 2,3 bilhões.

Uma porta-voz da Reckitt Benckiser preferiu não comentar. Um telefonema para a Mylan foi encaminhado aos representantes da empresa nos EUA, que não responderam a um e-mail fora do horário comercial.

A unidade de consumo do conglomerado alemão, que gera menos entusiasmo entre os possíveis compradores do que um conjunto concorrente de ativos colocado no mercado pela Pfizer, pode alcançar US$ 4 bilhões a US$ 5 bilhões na venda, disseram as pessoas. Nenhuma decisão final foi tomada e a Merck ainda pode decidir manter os ativos, disseram as pessoas.

A Merck busca vender a unidade, que comercializa vitaminas e suplementos alimentares, para concentrar recursos no negócio farmacêutico. O conglomerado alemão afirmou que não terá capital para reforçar a divisão de saúde do consumidor e ao mesmo tempo testar novas drogas. A empresa planeja usar os recursos obtidos em uma possível transação para quitar dívidas. [...]

Por sua vez, a divisão de saúde do consumidor da gigante americana Pfizer, que registrou vendas de US$ 3,4 bilhões em 2016, deverá receber no início do ano propostas não vinculativas de possíveis pretendentes como Nestlé, Johnson & Johnson, GlaxoSmithKline, Sanofi e Reckitt Benckiser, disseram pessoas com conhecimento do assunto no mês passado.

(Fonte: Panoramafarmaceutico, 11/01/2018)

Notícias

Todas as notícias

 

Genesio A. Mendes & CIA Ltda.

Av. Patrício Lima, 310 CEP 88704-410 - Tubarão/SC - Fone: (0xx48) 3621-8000 / Fax: (0xx48) 3621-8080